Mundo

Embaixador demitiu-se em polémica com Trump

O Governo britânico informou ontem que Kim Darroch, embaixador envolvido em polémica com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu-se do cargo.

Kim Darroch considerou Donald Trump de incompetente
Fotografia: DR

A demissão surge depois da polémica em que apelidava a Administração Trump de "inapta". Trump respondeu chamando-lhe de "tolo pomposo".
"Desde que os documentos oficiais da Embaixada foram divulgados, tem havido muita especulação em torno da minha posição e da duração do meu mandato como embaixador. Quero pôr fim a essa especulação. A situação actual está a tornar impossível para mim desempenhar o meu papel como gostaria", escreveu o embaixador na carta de demissão.
A carta foi enviada a Simon McDonald, responsável pelo Serviço Diplomático no Foreign Office. "A Primeira-Ministra, o chefe da diplomacia e todo o serviço público ficaram ao seu lado: você foi alvo de uma maliciosa fuga de informação; você estava simplesmente a fazer o seu trabalho. Entendo o seu desejo de aliviar a pressão sobre a sua família e os seus colegas na Embaixada; admiro o facto de pensar mais nos outros do que em si", respondeu, segundo o The Guardian."É lamentável que tenha considerado necessário deixar o cargo de embaixador em Washington", disse Theresa May durante a sessão semanal de perguntas no Parlamento britânico. "Um bom Governo depende da capacidade dos funcionários de darem conselhos honestos e completos. Quero que todos os nossos funcionários tenham a confiança necessária para o fazer", acrescentou. Também o líder da oposição, Jeremy Corbyn, lamentou a demissão de Darroch. Nos documentos diplomáticos secretos, revelados no domingo pelo Mail on Sunday, Darroch descreveu Trump e a sua Administração como "inaptos" e "excepcionalmente disfuncionais.Nós realmente não acreditamos que esta Administração se torne substancialmente mais normal”,acrescentou.

Tempo

Multimédia