Mundo

Estados Unidos apelam para um Governo civil

Os Estados Unidos, o Reino Unido e a Noruega apelaram na terça-feira à noite aos militares no poder no Sudão, assim como aos manifestantes, para encontrarem rapidamente um acordo que resulte necessariamente na instauração de um Governo civil, revelou a Reuters.

Fotografia: DR

“Apelamos às partes para que concluam rapidamente as negociações e cheguem a um acordo”, declararam os três países num comunicado conjunto publicado na página do Facebook da Embaixada norte-americana em Cartum.
“O Sudão precisa com toda a urgência de um acordo entre as partes que resolva este período de incerteza e de instabilidade”, acrescentam os países signatários.
Os líderes da contestação preparam desde esta terça-feira a organização de uma greve geral com o objectivo de pressionar o conselho militar, um dia depois de serem reabertas as conversações com os militares para a criação de um Governo civil.
Washington tem reiterado o apelo no sentido da instauração de um regime civil desde o afastamento do antigo presidente pelas Forças Armadas no passado dia 11 de Abril, golpe que pôs termo a três décadas de poder de Omar al-Bashir.
Os Estados Unidos multiplicaram desde 1997 e ao longo de uma década sanções económicas contra Cartum, acusando o regime de Al-Bashir de apoiar grupos extremistas islâmicos e de violar os direitos humanos. Em 2017, o embargo económico foi levantado.
O Sudão estava envolvido em discussões no sentido de ser retirado da lista negra dos “Estados apoiantes do terrorismo”, na qual foi colocado em 1993, mas estas conversações foram suspensas na sequência dos desenvolvimentos dos últimos meses.

Tempo

Multimédia