Mundo

EUA aplicam sanções a um antigo general acusado de matar seis civis no Zimbabwe

Os Estados Unidos da América (EUA) colocaram na sexta-feira na sua lista de sanções um general do Exército reformado do Zimbabwe que comandou tropas acusadas de matar seis civis depois das eleições presidenciais realizadas há um ano.

Anselem Sanyatwe
Fotografia: DR

De acordo com a agência noticiosa Associated Press (AP), o oficial superior reformado colocado na lista de sanções é Anselem Sanyatwe, e demonstra a frustração dos EUA com a falta de prestação de contas dos assassínios na capital do país, Harare.
Sanyatwe é o primeiro a ser alvo de sanções pela repressão e é o primeiro funcionário do Zimbabwe a ser colocado naquela lista desde que o ex-Presidente Robert Mugabe foi afastado do poder, em 2017. Segundo a AP, os soldados foram na época mobilizados para reprimir um protesto contra os atrasos no anúncio dos resultados da primeira eleição presidencial que decorreram no Zimbabwe sem Mugabe.
Sanyatwe responsabilizou a oposição pelas mortes que aconteceram no dia 1 de Agosto de 2018. Mais tarde, reformou-se do Exército e foi nomeado embaixador na Tanzânia.

Tempo

Multimédia