Mundo

EUA: Joe Biden tem apoio de ex-rival político

O ex-presidente da Câmara de Nova Iorque, Michael Bloomberg, vai gastar, pelo menos, 100 milhões de dólares para promover a campanha presidencial do democrata Joe Biden no Estado da Flórida.

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca
Fotografia: DR

O contributo de Bloomberg, que foi adversário de Biden nas eleições primárias do Partido Democrata, reflecte as preocupações dos adversários do republicano Donald Trump, que está a fazer uma aposta forte na campanha do Estado da Flórida, que pode vir a ser crucial para o desfecho das presidenciais, a 3 de Novembro.

Uma vitória de Biden na Flórida complicaria significativamente o objectivo de Trump para alcançar os 270 votos do Colégio Eleitoral, necessários para o reconduzir para um segundo mandato na Casa Branca. Michael Bloomberg gastou cerca de mil milhões de dólares na campanha nas primárias do Partido Democrata, acabando por desistir para endossar a candidatura de Joe Biden.

A campanha eleitoral na Flórida começa a 24 de Setembro e um conselheiro de Bloomberg diz que o investimento será aplicado essencialmente em ‘spots’ televisivos e em propaganda na Internet a favor de Biden.

Trump “ataca” adversário

Numa entrevista emitida pela Fox News, sábado, Donald Trump, acusou - sem qualquer evidência - Joe Biden de usar drogas para melhorar o desempenho durante os debates. “Acho que provavelmente há drogas envolvidas”, começou por dizer o Presidente, num trecho da entrevista, que já foi para o ar. “Foi isso que ouvi. Possivelmente, há drogas pelo meio”, referiu, sem terminar o raciocínio. Não é a primeira vez que Trump acusa o rival de usar drogas.

Tempo

Multimédia