Mundo

EUA atacam o grupo em território líbio

O Exército dos Estados Unidos realizou seis ataques de precisão contra Estado Islâmico  na Líbia que provocou a morte de 17 combatentes do grupo extremista, informou o comando norte-americano para África (AFRICOM) num comunicado divulgado no domingo.

Forças Armadas líbias são apoiadas por “drones” no combate às milícias
Fotografia: Ashraf Shazly| afp

Os ataques, perpetrados na sexta-feira, visaram um campo do Estado Islâmico 240 quilómetros a sudeste da cidade de Sirte, na costa do Mediterrâneo. O campo era utilizado por combatentes extremistas para lançar operações dentro e fora do país e para armazenar armas, segundo o comunicado.
“Enquanto a Líbia faz progressos consideráveis em relação ao Estado Islâmico, inclusive ao desalojar os seus combatentes de Sirte no ano passado, os terroristas tentam aproveitar a instabilidade para criar abrigos em algumas partes do país. Se tardarmos para tratar esta questão, a organização terrorista poderá planear ataques contra a América, os nossos aliados e os interesses americanos no mundo”, lê-se na nota da AFRICOM.
Estes foram os primeiros ataques anunciados por Washington na Líbia desde a posse do Presidente Donald Trump, em 20 de Janeiro último.
Mais cedo, na semana passada, os EUA manifestaram o seu apoio ao Conselho Presidencial do Governo Líbio de União Nacional e ao plano de acções do novo emissário da ONU.

Tempo

Multimédia