Extremista fica na cadeia


21 de Abril, 2017

A justiça alemã rejeitou ontem o recurso de um membro de um partido de extrema-direita que pretendia ver a pena de oito meses de prisão sem liberdade condicional ser revogada.

Marcel Zech, de 28 anos, membro do Partido Nacional Democrático da Alemanha foi condenado em Novembro de 2016. Foi considerado culpado de incitação ao ódio depois de exibir, em 2015, uma tatuagem com uma imagem e uma frase que remetiam os refugiados para campos de concentração nazis. Marcel Zech foi fotografado sem camisa numa piscina pública de uma cidade perto de Berlim.

capa do dia

Get Adobe Flash player



ARTIGOS

MULTIMÉDIA