Mundo

Portugal atrasa aplicação de medidas anticorrupção

Portugal foi o país com a maior proporção (73%) de recomendações não implementadas do Grupo de Estados Contra a Corrupção (GRECO), seguido da Turquia (70%), indica o relatório de 2018 do órgão de monitorização anti-corrupção do Conselho da Europa.

Fotografia: DR

 Na lista, segue-se a Sérvia (59%), Roménia (44%), Bélgica (42%), Grécia (40%) e Croácia (39%). O relatório analisa o nível de implementação de recomendações para prevenir a corrupção no sistema judiciário, no que diz respeito ao total de medidas não aplicadas. A Turquia surge à frente com 26 medidas não implementadas, seguido de Portugal (11), Grécia e Sérvia (10), Bélgica e Bósnia-Hergozina (oito).
Depois, aparecem Azerbaijão e Roménia (sete medidas não implementadas) e Chipre (seis). O relatório faz ainda o somatório por país das medidas não implementadas com as parcialmente concluídas. Aqui a Turquia vai à frente (33), seguida da Bósnia-Herzegovina (23), Grécia (19) e Arménia, Bélgica, Macedónia do Norte e Sérvia (17) e Chipre e Portugal (14). Portugal aparece ainda no grupo dos quatro países com medidas parcialmente implementadas ou não implementadas.

Tempo

Multimédia