Mundo

Sarkozy foi detido para ser interrogado

O antigo presidente francês, Nicolas Sarkozy foi detido esta manhã para interrogatório na sequência de uma investigação que tem como alvo o financiamento da sua campanha eleitoral de 2007.

Fotografia: DR

O ex-presidente francês encontra-se detido nas instalações da Polícia Judiciária na cidade francesa de Nanterre, sob suspeita de financiamento ilícito. Sarkozy pode ficar detido até um máximo de 48 horas. Findo este período, poderá ser apresentado aos juízes de modo a ser formalmente acusado.
As investigações sobre este caso tiveram início em Maio de 2012 após o site de informação francês Mediapart, de um documento que mencionava o financiamento da campanha de Sarkozy por parte do regime líbio de Muammar Khadafi.
As eleições de 2007 deram a presidência a Nicolas Sarkozy, que desempenhou funções enquanto 23º presidente de França entre Maio de 2007 e Maio de 2012. O candidato conservador, do partido UMP, sucedeu a Jacques Chirac.
Em Fevereiro de 2017, a imprensa internacional dava conta que o ex-presidente francês ia ser julgado por suspeita de financiamento ilegal da sua campanha presidencial, em 2012, depois de ter ultrapassado - alegadamente de forma consciente - o limite legal de despesas eleitorais, fixado então em 22,5 milhões de euros autorizados pela lei francesa.
Também no ano passado surgiram informações de que Sarkozy estava a ser investigado por alegadamente ter recebido subornos para apoiar a candidatura do Qatar à organização do Mundial de futebol de 2022, notícia onde se acrescentava que a venda do clube Paris Saint-Germain a um proprietário qatari poderia fazer parte do suposto suborno.

Em desenvolvimento...

Tempo

Multimédia