Mundo

Unidas Podemos apresenta nova proposta a Sánchez

A coligação espanhola Unidas Podemos enviou hoje uma nova proposta ao Partido Socialista (PSOE) com “medidas programáticas e competências” no sentido de retomarem o diálogo sobre a constituição de um Governo de coligação em Espanha.

Líder da coligação de partidos Unidas Podemos, Pablo glesias
Fotografia: DR

De acordo com um comunicado, o documento contempla “quatro opções distintas” para a participação da Unidas Podemos na partilha de responsabilidades no Executivo e uma proposta programática com base nos pontos que já tinham sido abordados com o PSOE no mês passado.
A Unidas Podemos indica que “não é o momento de fazer críticas” e que tem como intenção retomar o diálogo no ponto em que foi deixado em Julho quando, diz a coligação, “a falta de tempo impediu alcançar um acordo com o PSOE” que “estava perto” de ser conseguido.
A proposta programática tem como base a segunda versão do documento “Espanha Avança” que o PSOE, liderado por Pedro Sánchez, tornou público no mês passado além do acordo para o orçamento para 2019, que a Unidas Podemos e os socialistas assinaram no ano passado.
No documento divulgado ontem, a coligação liderada por Pablo Iglesias identifica dez pontos essenciais para as negociações, entre os quais “acabar” com a reforma laboral, universalização da rede pública de escolas até aos três anos de idade, “construção de um país feminista”, colocar os “espanhóis alheados” no centro das políticas do “novo Governo” e lutar contra a corrupção.
A lista inclui ainda medidas sobre a descida do preço do arrendamento de casas, garantias sobre o direito à habitação, justiça social, “luta pela emergência climática”, assim como dinamizar a ciência e a investigação e impulsionar “uma nova Europa mais democrática e social.”
Em comunicado, o PSOE rejeitou a nova proposta da coligação que considera  “inviável”. Os socialistas convidam a coligação a encontrar outras “fórmulas”que facilitema governabilidade e um programa progressista.

Tempo

Multimédia