Mundo

Xenofobia na Europa preocupa Francisco

O Papa Francisco alertou ontem para os sinais de xenofobia na Europa, apelando ao respeito pelos refugiados e migrantes que procuram uma vida melhor neste continente.

Papa Francisco alertou ontem para os sinais de xenofobia na Europa
Fotografia: Edições Novembro

“Não escondo a minha preocupação perante os sinais de intolerância, discriminação e xenofobia que se encontram em várias regiões da Europa”, disse, durante um encontro com responsáveis pela pastoral dos migrantes e refugiados dos países que integram o Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE).
O Papa sublinhou que estes sinais são muitas vezes provocados pela “desconfiança e medo” do outro. “Preocupa-me ainda mais a triste constatação de que as nossas comunidades católicas na Europa não estão isentas de culpa nestas reacções de defesa e rejeição”, acrescentou Francisco. />O Papa apontou o dedo a quem promete actos xenófobos com a justificação de preservar a sua “identidade cultural e religiosa” e deixou elogios à actuação das comunidades católicas que se empenharam na ajuda aos migrantes e refugiados que “batem à porta” da Europa, num momento em que a chegada “em massa” dessas populações colocou em crise as actuais políticas migratórias.
Francisco entende que o “desagrado” manifestado nalguns sectores da sociedade europeia mostra os “limites do processo de unificação” do continente, os “muros” contra os quais se insurge um “humanismo integral”.

Tempo

Multimédia