Mundo

Ex-líder rebelde das FARC está sob mandato de prisão

O Supremo Tribunal de Justiça da Colômbia emitiu um mandado de prisão contra o congressista e ex-líder das FARC, Seuxis Paucias Hernández, conhecido como Jesús Santrich, e pediu a colaboração da Interpol na sua detenção, anunciou ontem a Efe.

Fotografia: DR

A decisão do Supremo foi tomada depois de Hernández não se ter apresentado em tribunal onde devia ter comparecido para prestar declarações num processo de tráfico de drogas. O tribunal superior “resolveu emitir uma ordem de prisão para fins de investigação por crimes de conspiração agravada para fabrico, tráfico e porte de estupefacientes”, de acordo com o mandado.
A decisão foi tomada pela Sala Especial de Instrução do Supremo Tribunal pelo que considera uma “ausência injustificada” à declaração programada no processo de narcotráfico. O processo contra Santrich e pelo qual é pedida a sua extradição para os EUA tem como base um alegado crime de tráfico de drogas cometido depois de 1 de Dezembro de 2016, quando entrou em vigor o acordo de paz assinado entre o Governo e as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) a 24 de Novembro do mesmo ano.Em Maio, a Jurisdição Especial para a Paz concedeu a Santrich a garantia de não extradição com o argumento de que as provas apresentadas pelos EUA eram insuficientes e o caso passou para o Supremo Tribunal, o qual deve decidir. O partido formado a partir da guerrilha, designado Força Alternativa Revolucionária do Comum (FARC, tal como a guerrilha colombiana) garantiu estar desiludido com Santrich por não ter comparecido em tribunal.

Tempo

Multimédia