Mundo

Faltam 90 mil milhões para investir nas vacinas

O director-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que os próximos três meses serão cruciais para acelerar a investigação de vacinas para a Covid-19, alertando que faltam pelo menos 90 mil milhões de dólares do investimento total necessário.

Os próximos três meses serão cruciais para acelerar a investigação de vacinas contra a Covid-19
Fotografia: DR

Numa conferência de imprensa na sede daquela agência da ONU, Tedros Ghebreyesus afirmou que há “uma grande distância” entre o que a OMS estabeleceu como meta para o programa de aceleração de produção de vacinas e a quantidade de dinheiro que está alocada.

“Embora estejamos gratos àqueles países que contribuíram, só temos 10 por cento dos mais de 100 mil milhões de dólares que serão necessários” apenas para desenvolver e garantir a distribuição equitativa pelo mundo de vacinas que venham a ser criadas, afirmou o director geral da OMS.

“Parece e é muito dinheiro”, mas mesmo assim. “É pouco em comparação com os 10 biliões de dólares que os países do G20 já investiram em estímulos fiscais para lidar com as consequências da pandemia”.

Tedros Ghebreysus defendeu que é preciso acelerar o financiamento do chamado Acelerador-ACT, uma iniciativa da OMS a que aderiram dezenas de países, incluindo Portugal, para agilizar e partilhar os resultados de investigação de vacinas e terapias para o novo coronavírus.

O director-geral da OMS afirmou que há “dezenas de terapias” em análise e que a primeira que provou ter resultados contra casos graves da doença o anti-inflamatório Dexametasona está a ser produzido em maior escala.

Destacou que medidas “fortes e precisas” tomadas por vários países, do Rwanda à França, são necessárias.

Tempo

Multimédia