Mundo

Filipinas pressionada por excessos na luta contra as drogas

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas decidiu aumentar levemente a pressão sobre as Filipinas por causa dos excessos na campanha contra as drogas e aprovou uma resolução que encarrega a alta comissária, Michelle Bachelet, a fazer um acompanhamento da situação e preparar um relatório a respeito, noticiou ontem a EFE.

Fotografia: DR

A iniciativa foi da Islândia, seguida pela União Europeia (UE) e países latino-americanos, todos preocupados com a continuação das execuções extrajudiciais em operações anti-drogas e a impunidade que as cerca.
As Filipinas reagiram com agressividade a esta resolução, tendo-a considerado como “politicamente motivada” e baseada em informações falsas, afirmando que vai ignorar a decisão, embora não tenha ventilado a possibilidade de abandonar o Conselho de Direitos Humanos, segundo deu a entender o representante do país no organismo das Nações Unidas.

Tempo

Multimédia