Mundo

Forças de segurança abateram supostos terroristas no Sinai

As Forças de Defesa e Segurança do Egipto anunciaram ontem a morte de 11 supostos terroristas, no Norte da Península do Sinai, através de uma nota do Ministério do Interior, citada pela agência Efe.

Fotografia: DR

Sem detalhar as baixas nas forças governamentais, a instituição governamental egípcia revelou que a acção aconteceu depois da descoberta de um “esconderijo terrorista”, no leste da cidade de El-Arish, Norte do Sinai.  O Norte do Sinai é a base de operações de Wilayat Sina, grupo extremista filiado ao Estado Islâmico, que nos últimos anos reivindicou a autoria de dezenas de ataques. Desde 2018, o Exército e a Polícia desenvolvem uma ofensiva contra o terrorismo.
Essa ofensiva resultou na morte de 700 supostos insurgentes e dezenas de membros dos corpos de segurança, segundo informações do Governo não verificadas independentemente.
O acesso à província do Norte do Sinai está vedado à imprensa, não sendo possível conseguir informações, além
da fornecida pelas autoridades.

Tempo

Multimédia