Mundo

Forças nigerianas fecham instalações de uma ONG que ajudava “terroristas”

As Forças Armadas Nigerianas acusaram a ONG Acção Contra a Fome (ACF) de ajudar os "terroristas" com alimentos e medicamentos, no Nordeste do país, encerrando as suas representações, e declarando-a “persona non grata”, noticiou, ontem, a AFP, citando um comunicado publicado pelo coronel Isa Ado.

Fotografia: DR

“As actividades subversivas da ACF persistiram, não obstante as várias advertências para que cessasse”, insistiu o também porta-voz da operação “Lafiya Dole”, criada para denunciar as “más práticas da ONG” e encarregada de combater os grupos jihadistas no Nordeste.
As relações entre a ONG e as Forças Armadas Nigerianas foram sempre turbulentas, no Nordeste do país, onde os ataques jihadistas já causaram mais de 35 mil mortos em 10 anos.

Tempo

Multimédia