Mundo

Governo da RDC proíbe marcha da oposição prevista para 30 de Junho

Uma marcha da oposição prevista para domingo, 30 de Junho, em Kinshasa, a capital da República Democrática do Congo (RDC), foi proibida pelas autoridades locais, anunciou a imprensa local.

Oposição impedida de realizar manifestação prevista para domingo por coincidir com a comemoração do aniversário da independência
Fotografia: DR

O novo governador de Kinshasa, Gentiny Ngobila, indicou em carta endereçada hoje aos líderes da coligação da oposição Lamuka que "infelizmente não poderá aceder" ao seu pedido de manifestação "na data sagrada e comemorativa de 30 de Junho" (data de comemoração do 59º aniversário da independência da RDC).
"Organizar marchas nesta data seria uma sabotagem contra a memória da República", considerou o governador na sua mensagem.
O apelo à manifestação de domingo para exigir "o respeito pela vontade do povo" foi assinado por Moise Katumbi, Jean-Pierre Bemba, Martin Fayulu, Adolphe Muzito e Freddy Matungulu, os cinco líderes da oposição reunidos no seio da coligação Lamuka.
As autoridades congolesas anunciaram no início da semana que o 59º aniversário da independência da República Democrática do Congo será celebrado em estado de meditação e sem a tradicional desfile militar.

 

 

 

Tempo

Multimédia