Mundo

Governo Líbio quer eleições até ao fim deste ano

O chefe do Governo líbio reconhecido pela ONU anunciou domingo uma iniciativa política para pôr fim ao conflito no país, que prevê a realização de eleições legislativas e presidenciais até ao fim de 2019.

Antes da guerra civil, Tripoli era uma das cidades modelos de África
Fotografia: DR

O Primeiro-Ministro, Fayez al-Sarraj, segundo a AFP, anunciou numa conferência de imprensa em Tripoli - capital, sede do seu Governo e alvo há dois meses de uma ofensiva liderada pelas milícias que apoiam o Governo rival - a criação de um “Fórum Líbio” para negociar uma solução pacífica para o conflito.
Esse fórum será responsável por elaborar um plano que conduza à realização de legislativas e presidenciais antes do fim deste ano. A batalha por Tripoli tem suscitado receios, na comunidade internacional, de uma escalada para uma guerra civil.
A Líbia vive uma situação de caos desde a revolução de 2011, que pôs fim ao regime de Muammar Kadhafi, com milícias rivais a lutarem pelo controlo do país, rico em petróleo.
O Governo de Unidade Nacional, apoiado pela comunidade internacional, tem conseguido afirmar a sua autoridade na capital, Tripoli, mas não conseguiu sobrepor-se a um Executivo e Parlamento rivais estabelecidos em Tobruk (leste), apoiados pela milícia do poderoso marechal Khalifa Haftar.

Tempo

Multimédia