Mundo

Governo pede ajuda à ONU para combater o terrorismo

O governo da Líbia pediu apoio à ONU para manter a segurança e coordenação militar contra o terrorismo e o crime no país, enquanto o exército do leste continua a sua campanha anti-terrorista no sul.

Fotografia: DR

Em declaração emitida no oitavo aniversário da queda de Muammar Kadhafi, o Governo enfatizou a importância da “cooperação constitucional e jurídica para a construção de um Estado civil democrático”.
“Acreditamos que todos os partidos aprenderam a lição e tomaram consciência das graves consequências da crise contínua. É hora de recorrer à razão agora que o caminho para a estabilidade está claro, e todos perceberam que não há solução militar para a crise”, refere a declaração.
A Líbia vive neste momento uma divisão política e uma escalada de violência desde a queda do regime de Muammar Kadhafi, em 2011.
O país está a lutar para fazer uma transição democrática, apesar da assinatura de um acordo político patrocinado pela ONU no final de 2015 e da nomeação de um Governo de unidade.
Em reconhecimento pelos esforços que o país está a fazer, o Conselho Executivo da União Africana aprovou recentemente a candidatura da Líbia para o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas para o período 2020-2022.
O Conselho dos Direitos Humanos é um órgão inter-governamental no seio do sistema das Nações Unidas, que apoia e promove os direitos humanos no mundo. A estrutura é igualmente encarregue de tratar e formular recomendações nos casos de violação dos direitos humanos.

...

Tempo

Multimédia