Mundo

Grupos armados usam uniforme do Exército

O ministro do Interior de Moçambique disse, ontem, que os grupos que protagonizam ataques armados no Norte do país usam uniforme do Exército moçambicano e recorrem a “drones” para o reconhecimento dos alvos, mas estão a “perder terreno”.

Miquidade diz que grupos armados perdem terreno
Fotografia: Santos Pedro| Edições Novembro

“Os terroristas envergam uniforme das Forças Armadas de Defesa de Moçambique e usam ‘drones’ para o reconhecimento”, afirmou Amade Miquidade, citado pela Lusa.

Miquidade descreveu a actuação dos grupos armados que realizam incursões na província de Cabo Delgado quando respondia, no Parlamento, a perguntas dos deputados sobre estratégias para o fim da violência na-quela província do Norte de Moçambique. Na sua acção, prosseguiu, os grupos usam a população civil como “escudos humanos”.

Amade Miquidade avançou que os grupos adoptam tácticas de guerrilha, organizando-se em pequenas formações para protagonizarem ataques a alvos das populações e das Forças de Defesa e Segurança (FDS).

O dirigente assegurou que as FDS estão a ganhar terreno na luta contra os grupos armados em Cabo Delgado, colocando-os em fuga para zonas mais distantes das comunidades. As FDS, prosseguiu, apostam no corte das linhas de abastecimento logístico e militar dos grupos armados, para impedir o fornecimento de armas, alimentos, transporte e comunicações. Por outro lado, o Governo está empenhado em barrar o recrutamento de jovens pelos referidos grupos, assegurou o ministro do Interior.
Amade Miquidade assinalou ainda que a violência armada em Cabo Delgado não deve impedir o prosseguimento de acções de desenvolvimento económico e social na província, tendo frisado que a violência no Norte do país tem impacto na África Austral.

Tempo

Multimédia