Mundo

Guterres está solidário com o povo congolês

O Secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou estar solidário com o povo e as Forças Armadas da República Democrática do Congo no combate ao terrorismo, problema que defendeu afectar o mundo inteiro.

Fotografia: DR

“Trata-se de uma visita de solidariedade com o povo congolês. Estamos solidários com as Forças Armadas da República Democrática do Congo na luta contra o terrorismo, que é uma ameaça para África e para o mundo inteiro”, defendeu António Guterres, que falava aos jornalistas em Goma, pouco após iniciar uma visita de três dias à RDC.
O SG da ONU disse ainda que a organização apoia as forças congolesas na eliminação progressiva dos grupos armados e na “pronta resposta” às necessidades de segurança do povo congolês e do Kivu do Norte. A agenda de hoje, do Secretário-geral da ONU incluía uma visita à cidade de Goma, uma das mais afectadas pelo Ébola, com várias reuniões de carácter humanitário e conversações sobre as actividades da Missão de Paz das Nações Unidas no país.

Tempo

Multimédia