Mundo

Herdeira da Disney deplora condições dos trabalhadores

Deveria ser "o lugar mais feliz do planeta", mas não foi isso que Abigail Disney, uma das herdeiras do império Disney, encontrou, quando visitou, disfarçada, o parque de Anaheim, na Califórnia - aquele onde em Maio abriu o "Star Wars: Galaxy Edge".

Fotografia: DR

Numa entrevista ao site Yahoo!, a realizadora de 59 anos contou que recebeu uma mensagem no Facebook de um trabalhador do parque a queixar-se das condições de trabalho e por isso decidiu ir lá ver com os próprios olhos. Durante a visita, Abigail diz que ficou "lívida" com a falta de respeito da empresa para com os seus funcionários.
"Cada uma das pessoas com quem eu falei estava a dizer-me: não sei como consigo manter esta cara de felicidade quando, depois de sair daqui, tenho que ir procurar comida no lixo das outras pessoas", disse. "O meu avô ensinou-me a respeitar estas pessoas que nos vendem os bilhetes e nos servem refrigerantes."
Abigail, que é também cineasta e activista, enviou um e-mail ao CEO da Disney, Bob Iger, aconselhando-o a reduzir a enorme diferença salarial entre a administração e os restantes trabalhadores:
"O Bob tem de perceber que ele é um funcionário tão importante quanto os funcionários que limpam as pastilhas elásticas dos passeios; todos têm direito à mesma dignidade e aos mesmos direitos”, referiu.

Tempo

Multimédia