Mundo

Jihad Islâmica retoma ataques contra Israel

A Jihad Islâmica da Palestina anunciou, ontem, que vai retomar os ataques contra Israel, após recuar na decisão de acabar com a “resposta militar” contra Telavive, devido “aos sucessivos ataques do Exército israelita na Faixa de Gaza”.

Fotografia: DR


A organização islâmica tinha informado que as brigadas Al-Quds anunciaram que “puseram termo à sua resposta militar aos assassinatos em Khan Younes (Gaza) e em Damasco (Síria)”, depois de dois dias de confrontos que provocaram a morte de três combatentes da Jihad Islâmica na Faixa de Gaza e na Síria.
Contudo, o porta-voz da organização, Abu Hamza, recuou e deu conta de que a resposta militar contra Israel seria retomada, “em resposta” aos ataques persistentes do Exército israelita, de acordo com a France Press.
Um comunicado da Jihad Islâmica refere que lançou cerca de 60 mísseis contra Israel em resposta à morte dos três combatentes.
A maioria dos projécteis foram interceptados pelo sistema antimísseis israelita.
Em paralelo, aviões de combate e tanques do Exército israelita bombardearam posições do movimento na Faixa de Gaza, um enclave onde habitam dois milhões de palestinianos submetidos a um estrito bloqueio do Estado hebreu.

Tempo

Multimédia