Mundo

José Ramos-Horta defende renovação na liderança da Fretilin

O líder histórico timorense, José Ramos-Horta, disse ontem  que o secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, deve iniciar um processo de “renovação da liderança” do partido muito rapidamente para bem do partido e da nação.

Fotografia: DR

“A idade não perdoa e esses anos desgastam-nos pessoal e politicamente”, disse Ramos-Horta em entrevista à Lusa. “É altura. Sobretudo depois de o Presidente Lu-Olo ter sido eleito, é urgente que Mari Alkatiri lidere um processo de transição que tem de acontecer muito rapidamente. É altura de pensar na renovação da liderança”, sublinhou.
Ramos-Horta falou em jeito de balanço do curto mandato do VII Governo constitucional, de que fez parte como ministro de Estado, depois de ter ele próprio regressado à militância activa da Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (Fretilin). Nas eleições legislativas antecipadas de 12 de Maio, a Fretilin foi a segunda força política mais votada - atrás da Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), uma coligação de três partidos, encabeçada por Xanana Gusmão (CNRT).

Tempo

Multimédia