Mundo

Li Peng morre aos 91 anos

O antigo primeiro-ministro chinês Li Peng morreu na noite de segunda-feira aos 91 anos, de doença não especificada, informou ontem a agência Xinhua. Li Peng, que ocupou o cargo de primeiro-ministro da China entre 1987 e 1998, era visto como um político aguerrido, que passou duas décadas no topo da hierarquia política chinesa, antes de se aposentar, em 2002.

Li Peng está ligado a ressurgirmento da China
Fotografia: DR

O seu nome ficou ligado ao ressurgimento da China, após um longo período de isolamento diplomático e económico.
"Livrando-se da situação de intimidação imperialista, humilhação e opressão, o povo chinês (...) soube levantar-se", disse Li, em 1995, num discurso comemorativo do aniversário da revolução de 1949.
Durante os últimos anos no poder, Li aprovou o projecto de construção da gi-gantesca e controversa barragem das Três Gargantas, no Rio Yangtze, que obrigou 1,3 milhões de pessoas a deixarem o país, depois de as casas terem ficado submersas.
Li deixou o cargo de primeiro-ministro em 1998, tornando-se presidente do Congresso Nacional do Povo, o Parlamento da China. Aposentou-se do Comité Permanente do partido, composto por sete membros, em 2002, como parte de uma transferência do poder para uma nova geração de líderes, com Hu Jintao à cabeça. Nos últimos anos, raramente aparecia em público e geralmente era visto apenas em reuniões oficiais destinadas a mostrar unidade do regime, como aconteceu em 2007, no 80º aniversário da fundação do Exército Popular de Libertação.

Tempo

Multimédia