Mundo

Macky Sall quer aprovar lei contra a pedofilia

O Chefe do Estado senegalês, Macky Sall, anunciou ontem em Dakar a intenção de fazer aprovar uma lei que criminalize a violação e a pedofilia, noticiou a Panapress.

Macky Sall, em declaração aos jornalistas, disse ter dado instruções ao ministro da Justiça para, a curto prazo, apresentar no Conselho de Ministros um projecto de lei sobre a criminalização da violência e da pedofilia para ser enviada à Assembleia Nacional. Para o efeito, Sall exortou os seus compatriotas a denunciarem os autores de violência contra as mulheres e os jovens.
Na opinião do Presidente senegalês, a futura lei será uma medida forte para aplicar sanções exemplares aos autores de actos de violência incriminados.
“Isto poderá ajudar, mas é preciso uma mobilização nacional porque estas violações passam-se no seio das famílias”, sublinhou.
No Senegal, para combater o recrudescimento da violência, uma parte da opinião, incluindo uma organização não-governamental islâmica, pediu já o restabelecimento da pena de morte, abolida em Dezembro de 2004.

Tempo

Multimédia