Mundo

Mais de cem civis libertados das mão dos militantes talibãs

Quase 150 pessoas, incluindo mulheres e crianças, foram libertadas ontem no Afeganistão, horas depois de terem sido feitas reféns pelo movimento Talibã num ataque a três autocarros na província de Kunduz.

Fotografia: DR

De acordo com o porta-voz do Ministério do Interior afegão, citado pela agência de notícias Associated Press, foram libertadas 149 pessoas e os talibãs mantêm 21 reféns.
Segundo a mesma fonte, pelo menos sete elementos do movimento Talibã morreram durante a operação de resgate, conduzida pelas forças de segurança.
O movimento Talibã atacou os três autocarros numa estrada no norte do Afeganistão, na província de Kunduz (uma zona recentemente sob controlo dos talibãs).
De acordo com o chefe do conselho provincial de Kunduz, Mohammad Yusouf Ayubi, os talibãs pararam três autocarros numa estrada perto do distrito de Khan Abad e obrigaram os passageiros a ir com eles. O responsável acredita que os elementos do movimento estavam à procura de membros do Governo e das forças de segurança, que geralmente se deslocam a casa nos feriados. De acordo com a Polícia local, os passageiros são das províncias de Badakhshan e Takhar e deslocavam-se para Cabul.
Esta emboscada aconteceu apesar de o Presidente afegão, Ashraf Gani, ter anunciado um cessar-fogo condicional com os talibãs.

Tempo

Multimédia