Mundo

Merkel defende protecção aos judeus

A chanceler alemã, Angela Merkel, manifestou-se contra o anti-semitismo na Alemanha e disse que a Polícia tem que vigiar todas as sinagogas, escolas e creches judaicas no seu país.“Sempre tivemos um certo número de anti-semitas entre nós”, afirmou Merkel à Christiane Amanpour, da CNN, em entrevista divulgada terça-feira.

Chanceler alemã condena o anti-semitismo na Europa
Fotografia: DR

“Infelizmente, não existe até hoje uma única sinagoga, nem uma única creche para crianças judias, nem uma única escola para crianças judias que não precise ser guardada por polícias alemães”, frisou.
Merkel enfatizou a necessidade de aprender com o passado conturbado do seu país.
“Temos que dizer aos nossos jovens o que a história nos trouxe e a outros e a esses horrores, por que so-mos pela democracia por que enfrentamos a intolerância”, acrescentou.
O anti-semitismo está certamente em ascensão na Alemanha. O ano de 2018 viu um aumento de quase 20 por cento nos crimes de ódio contra os judeus e um quase dobrar dos ataques físicos em comparação com 2017, segundo dados do Ministério do Interior.

Tempo

Multimédia