Mundo

Milionário das lojas “duty free”doa fortuna

Com a conta a zeros, ficou Charles (Chuck para os amigos) Feeney depois de doar toda a fortuna, 6, 7 mil milhões de euros. O filantropo americano, com raízes irlandesas, de 89 anos, informou, esta semana, que ia encerrar a fundação que criou em 1982 (há 38 anos) para distribuir a fortuna por várias causas.

Fotografia: DR

"Sinto-me bem por ter concluído essa iniciativa", confessou Feeney, durante a cerimónia de encerramento da Atlantic Philanthropies, planeada há dez anos. Ele sabia que o dinheiro ia acabar um dia e planeou-o. O co-fundador da Duty Free (free shops localizadas nos aeroportos) e do fundo de investimentos General Atlantic, fazia as doações de forma anónima.

Nunca quis o protagonismo. Fê-lo sempre em segredo. Mas agora sabe-se que ajudou no processo de paz da Irlanda do Norte e a financiar campanhas para abolir a pena de morte nos Estados Unidos (52, 3 milhões) bem como o Obamacare, programa de Saúde criado pelo ex-Presidente americano Barak Obama.

Tempo

Multimédia