Mundo

Militares procuram apoios na Nigéria

O Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, enalteceu as relações, afinidades culturais e espirituais existentes que ligam o seu país ao Sudão, segundo a Agência Sudanesa de Notícias (Suna).

Buhari assumiu o compromisso de ajudar o Conselho Militar
Fotografia: DR

O Chefe de Estado fez este pronunciamento quando recebia ontem, em Abuja, um membro do Conselho Militar de Transição (CMT) e do Co-mité da Defesa e Segurança do Sudão, o tenente -general Jamal -Eddin Omer Ibrahim.
Depois de saudar os esforços em curso, em busca de um consenso político para a formação de um Governo civil, no Sudão, o Presidente nigeriano mostrou-se disponível a enviar delegações oficiais para mediar o conflito entre o Governo e a oposição em Cartum.
O líder nigeriano exprimiu o compromisso pessoal e do Governo nigeriano, para fornecer qualquer apoio requerido pelo povo sudanês, com vista a restaurar a estabilidade política no país.
O emissário da junta no poder, no Sudão, garantiu que os militares, em Cartum, estão engajados e desejam uma transição democrática, sem sobressaltos, através da realização de eleições livres e transparentes, no fim do período transitório.
O Conselho Militar de Transição está a trabalhar para alargar a base de apoios, a nível dos países africanos, com vista a evitar uma provável expulsão do Sudão da União Africana (UA), que se efectivará a partir de 30 de Junho corrente, caso até lá não sejam obtidos entendimentos políticos com os diferentes movimentos civis.

Tempo

Multimédia