Mundo

Ministro defende reajuste das relações com os EUA

O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Heiko Maas, afirmou ontem que a União Europeia vai “ reajustar” a relação com os Estados Unidos, de acordo com a “política egoísta” do Presidente Donald Trump e as consequências sobre o eixo transatlântico.

Chefe da diplomacia alemã critica “egoísmo político” de Trump
Fotografia: DR

Maas fez estas declarações durante um discurso durante o qual a definiu as linhas da política europeia, pronunciado perante estudantes e representantes do movimento “Pulse of Europe”.
O titular dos Negócios Estrangeiros, do Partido Social Democrata (SPD), no cargo desde Março, manifestou a “profunda decepção” que causou no seu Governo, e em si, a política do Presidente dos Estados Unidos.
“Nunca tinha imaginado que um ministro dos Negócios Estrangeiros alemão se veria confrontado com a situação actual”, disse, numa alusão aos fortes vínculos que tradicionalmente o seu país mantém com os EUA, um dos eixos incontestáveis da política externa alemã.
A resposta da Europa face ao que denominou “egoísmo político” que representa a máxima de Trump - “America First” (A América Primeiro) - deve ser a unidade e a coesão, assim como o “reajuste” da relação com o aliado transatlântico, disse.
“Temos de encontrar um novo equilíbrio”, sublinhou e insistiu que a Europa deve mostrar “solidez” e dar respostas próprias.
“Se o Governo americano  questiona os nossos valores e interesses, devemos mostrar-nos mais robustos”, afirmou. Maas sublinhou, perante um auditório maioritariamente jovem, o que considera perigos globais, como o avanço dos nacionalismos, chauvinismos e populismos, face aos quais a Europa deve dar respostas coesas.
São correntes que estão a expandir-se em “distintas partes do mundo”, à escala da Europa e global, perante as quais se deve actuar, “reforçando a política europeia” em vez de renunciar à coesão dentro do bloco comunitário. “Temos de fechar os abismos surgidos nos últimos anos na UE”, defendeu, acrescentando que a medida implica “dotar-se dos mecanismos necessários para lutar contra os desequilíbrios sociais existentes”.

Tempo

Multimédia