Mundo

Museveni perdoa chefe de uma importante empresa de telecomunicações

O Presidente do Uganda, Yoweri Museveni, perdoou o chefe da representação da empresa de telecomunicações da África do Sul, MTN, anulando a ordem de deportação que havia pessoalmente assinado há três meses.

Fotografia: DR

Deste modo, Wim Vanhelleputte, que havia sido obrigado a abandonar o país depois de ter sido acusado de crimes contra a segurança do Estado, está livre para voltar ao Uganda, tendo a MTN dito que o faria durante este fim-de-semana, de acordo com a agência Reuters. A sanção aplicada ao chefe da representação da MTN no Uganda ficou a dever-se à sua recusa em aceitar a determinação do Governo em forçar o encerramento do acesso dos seus subscritores aos serviços da Internet sem a abertura de uma linha colateral de acesso aos serviços de segurança.

Tempo

Multimédia