Mundo

Níger: Ministro do Interior prepara candidatura

O ministro nigerino do Interior, Mohamed Bazoum, do partido no poder, demitiu-se, hoje, para preparar a eleição presidencial prevista para este ano, tendo sido substituído por Alkache Alhada, refere um comunicado citado pela televisão pública.

Ex-ministro nigerino do Interior, Mohamed Bazoum
Fotografia: DR

“A saída do Governo visa preparar com calma a eleição presidencial, como candidato do partido no poder”, disse à AFP um dos colaboradores. De 60 anos, Bazoum, “chave mestra” dos dois mandatos do Presidente Mahamadou Issoufou, eleito em 2011 e reeleito em 2016, foi confirmado, em Março de 2019, como candidato do Partido Nigerino para a Democracia e o Socialismo (PNDS) para as eleições presidenciais, cuja primeira volta decorrerá a 27 de Dezembro.

Ministro do Interior desde 2016, Bazoum, que também foi ministro dos Negócios Estrangeiros, é considerado dos homens mais poderosos do país, desde a ascensão do actual Chefe de Estado, em fim do segundo e último mandato, conforme reza a Constituição. O pleito terá, ainda, como candidatos Hama Amadou, do Movimento Democrático Nigerino, Seïni Oumarou,do Movimento para a Sociedade de Desenvolvimento e Mahamane Ousmane, antigo Presidente da República, entre 1993 e 1996.

O antigo chefe da diplomacia, Ibrahim Yacouba, e o general Salou Djibo, ex-chefe da Junta Militar, de Fevereiro de 2010 a 2011, que se candidata, pela primeira vez a uma eleição presidencial, sob a insígnia do partido Paz, Justiça, Progresso, anunciaram também as candidaturas, segundo a AFP.

Tempo

Multimédia