Mundo

Nove migrantes morrem ao largo da costa turca

Um total de nove migrantes que tentavam chegar à Europa a bordo de uma embarcação morreram quando o barco naufragou ao largo da costa mediterrânica da Turquia, anunciou ontem a agência Anadolu.

 

O barco, que levava 15 pessoas a bordo, começou a ter dificuldades ao largo da província de Antalya, precisou a agência de notícias.
Cinco pessoas foram salvas e uma continuava desaparecida até à tarde de ontem.
Segundo a agência Anadolu, entre os mortos estão seis crianças e uma mulher.
Os migrantes, cuja nacionalidade ainda não foi esclarecida, tinham intenção de chegar à Europa, mas a sua trajectória não é muito clara, precisou, por seu turno, a agência Dogan.
O território europeu mais próximo é a pequena ilha grega de Kastellorizo, ao largo da estação balneária turca de Kas.
Mais de um milhão de pessoas, a grande maioria das quais tenta fugir da guerra na Síria, conseguiram entrar na Grécia através da Turquia em 2015. O número de pessoas que tenta a travessia marítima diminuiu após um acordo celebrado com a Turquia, em 2016, mas os observadores já constataram que o número de pessoas que tenta a travessia aumentou nos últimos meses. E de acordo com a Organização Internacional das Migrações, 10.948 pessoas conseguiram, nos cinco primeiros meses do ano, chegar à Grécia, um pouco mais que no período homólogo de 2017.

Tempo

Multimédia