Mundo

ONU quer livre acesso à cidade de Derna

A coordenadora humanitária das Nações Unidas na Líbia, Maria Ribeiro,apelou em Trípoli a um acesso livre humanitário à cidade de Derna (Leste), palco de confrontos mortíferos na sequência de uma ofensiva militar contra a cidade.

Fotografia: DR

Desde a última escalada do conflito armado em Derna, a 15 de Maio corrente, fontes do sector da saúde disseram que pelo menos seis civis foram mortos e 14 outros, incluindo uma criança, ficaram feridos, segundo o texto. Cerca de 300 a 500 famílias teriam sido deslocadas da área de Al Fattaieh (leste da cidade de Derna) na sequência do novo conflito. Desde meados de Abril último, o conflito intensificou-se em Derna devido a uma grande ofensiva do Exército Nacional Líbia (NLA), ao passo que a luta parece intensificar-se aproximando-se de áreas povoadas, aumentando assim as preocupações dos civis. O acesso humanitário em Derna é muito limitado e os previstos abastecimentos aguardam pela autorização para entrarem na zona, lê-se no comunicado. As necessidades mais urgentes fazem sentir-se no sector da saúde. Se os impedimentos persistirem, as necessidades humanitárias aumentarão. O NLA, baseado no leste, lançou uma ofensiva para retomar a cidade de Derna, a única cidade antiga ainda fora do controlo das autoridades líbias desde 2011.

 

Tempo

Multimédia