Mundo

PAICV prepara nova liderança

O maior partido da oposição em Cabo Verde, o PAICV, vai escolher uma nova direcção ainda este ano e, em 2020, irá realizar o seu XVI congresso, que pretende que seja um momento alto e de debate do futuro do país. O anúncio foi feito pelo porta-voz do Conselho Nacional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), que esteve reunido no fim-de-semana, na cidade da Praia.

Janira Hopffer Almada pode deixar a presidência do PAICV
Fotografia: DR

Segundo Démis Lobo, o PAICV vai reunir-se no seu XVI congresso no primeiro trimestre de 2020. Ainda este ano, será eleita a nova direcção do partido, à qual a actual presidente do partido, Janira Hopffer Almada, ainda não manifestou a intenção de candidatar-se.
Citado pela agência de notícias de Cabo Verde, Inforpress, Démis Lobo disse que o Conselho Nacional do PAICV analisou e aprovou “um plano de actividades que elege a formação dos militantes, com vista a uma maior apropriação dos valores e princípios do PAICV à melhoria organizacional, como elemento chave e crucial para os próximos tempos”. Os conselheiros decidiram apelar às estruturas do partido e aos seus militantes para começarem a “mobilizar-se no sentido de transformar o XVI congresso do PAICV num momento alto e de debate do futuro do país.”
Démis Lobo disse que Cabo Verde tem um Governo que, diante de “fortes contestações nas ruas”, se limita a fazer “considerações depreciativas” relativamente a mo-vimentos cívicos “legítimos.” Sobre as eleições autárquicas que se realizam no próximo ano, assegurou que em vários concelhos há pré-candidatos que já manifestaram as suas disponibilidades, mas que a decisão da escolha só será tomada depois do congresso, segundo a Inforpress.

Tempo

Multimédia