Mundo

Papa pede unidade aos governantes

O Papa Francisco pediu ontem, aos governantes de países, regiões ou municípios, que demonstrem unidade perante as diferenças, para ajudar os povos a superar a actual crise causada pela pandemia de Covid-19.

Fotografia: DR

“Oramos hoje pelos governantes que têm a responsabilidade de cuidar dos seus povos nestes tempos de crise”, disse Francisco, na missa da manhã, que realiza todos os dias na capela da sua residência, a Casa Santa Marta do Vaticano.O Papa indicou que orava pelos “Chefes de Estado, Presidentes de Governo, legisladores, autarcas e presidentes de regiões, para que o Senhor os ajude e lhes dê força, porque o seu trabalho não é fácil” e “para que, quando houver diferenças, entendam que, em momentos de crise, devem estar muito unidos pelo bem do povo, porque a unidade é superior ao conflito”.
O sumo pontífice também apontou a necessidade de os fiéis perseverarem a sua fé em tempos de crise, que “são momentos de escolha” que os colocam perante “as decisões que precisam de ser tomadas”.
“Pode haver muitas crises, na família, no trabalho, no mundo, e esta pandemia é uma época de crise social”, advertiu o Papa Francisco.
Na sua oração, lembrou um ditado da sua terra, a Argentina: “Quando andares a cavalo e precisares de atravessar um rio, por favor, não troques de cavalo no meio do rio”. Foi para explicar que, em momentos de crise, a pessoa deve ser muito firme na sua convicção da fé.

Tempo

Multimédia