Mundo

Paquistão oferece mediação para evitar guerra entre irão e Arábia Saudita

O Primeiro-Ministro paquistanês sublinhou, ontem, que o país se opõe a qualquer conflito armado entre o Irão e a Arábia Saudita, mostrando-se empenhado em mediar a escalada de tensão entre os dois países.

Fotografia: DR

Imran Khan reuniu-se, ontem, com os líderes iranianos em Teerão e tem prevista uma deslocaçãoà Arábia Saudita, hoje.
No sábado o porta-voz do Governo iraniano, Ali Rabií, prometeu uma “resposta apropriada” aos autores do ataque contra o petroleiro iraniano no Mar Vermelho, depois de concluídas as investigações sobre
este caso.
“Daremos uma resposta apropriada aos autores deste ataque cobarde, mas vamos esperar que todos os aspectos sejam esclarecidos”, afirmou o porta-voz do Governo iraniano, Ali Rabií, citado pela agência noticiosa iraniana Irna.
Em conferência de imprensa, o Presidente do Irão, Hassan Rohani, deixou o aviso de que iria responder a quaisquer ameaças e referiu “ser um grande erro” alguém pensar que não o faria.
Na sexta-feira, as autoridades de Teerão anunciaram que dois morteiros atingiram um petroleiro iraniano no Mar Vermelho, ao largo do porto saudita de Jeddah.
A televisão iraniana noticiou que a explosão danificou dois armazéns do navio, provocando a fuga de crude.

Tempo

Multimédia