Mundo

Partido do Presidente maliano está à frente nos votos

O partido do Presidente do Mali estava à frente, até ontem, na contagem dos votos, das eleições legislativas de Março-Abril, com 43 deputados em 147 na Assembleia Nacional, que tiveram uma taxa de participação acima de 35 por cento. Estes números, oficiais provisórios, são referidos pela AFP.

Fotografia: DR

A seguir ao partido do Presidente, União para o Mali (RPM), surge outra formação, também da área política do Chefe de Estado Ibrahim Boubakar Keita, a Aliança para a Democracia no Mali (Adema), com 22 deputados, segundo os resultados divulgados em Bamako pelo ministro da Administração Territorial, Alpha Bah.
O partido do antigo Primeiro-Ministro e principal figura da oposição, Soumaïla Cissé, a União para a República e a Democracia (URD), surge em terceiro lugar, com 19 deputados. Os restantes 63 lugares são divididos por 18 partidos. Enquanto isso, pelo menos 12 pessoas foram mortas, na quarta-feira, num ataque a várias aldeias no centro do Mali, a zona que tem sido alvo da violência “jihadista” e intercomunitária, denunciou o presidente da Câmara de uma das localidades atingidas, Sangha.
“Os terroristas fulani reuniram-se na floresta (não muito longe das aldeias atacadas) e fizeram o ataque”, disse o presidente da Câmara de Sangha, Ali Dolo, à agência de notícias AFP. De acordo com Ali Dolo, os atacantes ainda roubaram cerca de 500 animais de pasto.
O centro do Mali tem sido palco de muita violência, desde 2015, e alvo de um grupo “jihadista”, liderado pelo pregador fulani Amadou Koufa, que recrutou elementos em grande parte das comunidades e juntou-se ao Grupo de Apoio ao Islão e aos Muçulmanos, a principal aliança terrorista do Sahel filiada na al-Qaeda, desde a sua criação, em 2017.

Tempo

Multimédia