Mundo

Pedro Sánchez recusa ter Iglesias no Governo

O Primeiro-Ministro socialista espanhol, Pedro Sánchez, afastou ontem a possibilidade do líder do Unidas Podemos, Pablo Iglesias, fazer parte do futuro Governo espanhol.

Fotografia: DR

O candidato do PSOE a continuar a chefiar o Governo deu como exemplo as divergências entre os dois sobre a questão da Catalunha, uma região no Nordeste de Espanha que tentou ganhar a independência em 2017 e provocou uma das maiores crises políticas que o país já atravessou.
Apesar desta posição, Sánchez precisa dos votos do Unidas Podemos (extrema-esquerda) e de outros pequenos partidos regionais para ser reconduzido como chefe de Governo numa votação de investidura que vai ter lugar na terça-feira ou na quinta-feira, caso não consiga ser aprovada na primeira vez.
A formação de extrema-esquerda exige a entrada de dirigentes seus, como ministros, no futuro Governo espanhol, possibilidade que os socialistas recusam terminantemente, preferindo apenas o apoio parlamentar e avançando com a eventual concessão de lugares intermédios.

Tempo

Multimédia