Mundo

Pfizer dá início a ensaio clínico com quase 30 mil participantes

A farmacêutica norte-americana Pfizer e a biotecnológica alemã BioNTech iniciaram um ensaio clínico de uma potencial vacina para a Covid-19, envolvendo cerca de 30 mil participantes.

Fotografia: DR


O ensaio de fase 2/3, que antecede o pedido de autorização de comercialização, começou nos Estados Unidos, refere em comunicado a Pfizer.
Os testes clínicos, que iniciaram quinta-feira, envolverão cerca de 30 mil adultos, entre os 18 e os 85 anos, recrutados por quase 120 centros, indicou à Lusa a filial portuguesa da multinacional farmacêutica norte-americana, que espera obter resultados de eficácia e segurança sólidos em finais de Agosto ou no início de Setembro.

Caso a vacina candidata se revele eficaz e segura para prevenir a Covid-19, a Pfizer e a BioNTech “irão submeter o pedido de avaliação às autoridades regulamentares” do medicamento, em Outubro.
Se a comercialização for autorizada, a Pfizer e a BioNTech esperam fornecer até 100 milhões de doses da vacina até ao final de 2020 e cerca de 1,3 mil milhões de doses até ao fim de 2021.

A vacina candidata pretende estimular, com material genético sintetizado, o organismo a produzir uma proteína igual à do SARS-CoV-2, a proteína da espícula, para que depois saiba reconhecê-la quando for infectado com o novo coronavírus e, assim, desencadeie a resposta imunitária desejada, isto é, a produção de anticorpos que neutralizem o vírus.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, à data de 31 de Julho, havia 26 vacinas candidatas para a Covid-19 em ensaios clínicos, incluindo cinco na fase 3 (fase que antecede o pedido de autorização para a introdução de um novo medicamento no mercado).

 

Tempo

Multimédia