Mundo

Polícia apreende dezenas de armas antes de protesto

A Polícia de Hong Kong deteve ontem 11 pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada por activistas na região especial chinesa.

Fotografia: DR

Cerca de 800 mil manifestantes marcharam hoje pelas ruas de Hong Kong, para assinalarem seis meses desde o início dos protestos antigovernamentais, referem os organizadores.
“Tivemos 800 mil participantes”, disse à imprensa Eric Lai, da Frente Civil dos Direitos Humanos (CHRF), organização não-governamental que se tem assumido como a principal organizadora dos protestos. Este é o valor mais elevado desde o início dos protestos, em Junho deste ano.
A Polícia de Hong Kong, cujas estimativas são por norma mais baixas, ainda não publicou qualquer número. Várias centenas de milhares de pessoas concentraram-se no início da tarde na ilha de Hong Kong para participar na marcha.

Já de noite, os participantes acenderam as luzes dos seus telefones e entoaram canções. A antiga colónia britânica enfrenta, desde Junho, a pior crise desde a transferência para a China, em 1997, com acções quase diárias em que os manifestantes exigem reformas democráticas e a investigação do comportamento da Polícia.

Tempo

Multimédia