Mundo

Polícia impede ataque contra um ministério

As autoridades da Arábia Saudita revelaram ter desarticulado um plano terrorista que tinha como objectivo atacar duas sedes do Ministério da Defesa o grupo era constituído por dois “terroristas suicidas” do Iémen, informou ontem a agência oficial saudita “SPA”.

Em comunicado, a agência de informação, que citou uma fonte oficial, disse que o Governo “detectou e frustrou uma conspiração terrorista organizada pelo Estado Islâmico, que tinha como objectivo duas sedes pertencentes ao Ministério da Defesa em Riade”, e acrescentou que o ataque suicida seria realizado com cinturões de explosivos.
Após a operação policial, as forças de segurança prenderam dois suicidas, de nacionalidade iemenita, identificados como Ahmed Yaser al-Kaldi e Ammar Ali Muhammad, embora esses nomes sejam diferentes dos que constavam nos documentos de identidade que levavam consigo, disse a fonte. A “SPA” informou que as autoridades prenderam mais dois sauditas, que estão sob investigação para  apurarem vínculos com os supostos suicidas. As forças de segurança invadiram o distrito de Rimani, na capital saudita, e confiscaram dois cinturões de explosivos, bem como nove granadas, várias armas brancas e de fogo.
No dia 23 de Junho, um dia antes do final do mês sagrado do Ramadão, a Arábia Saudita divulgou que tinha frustrado um ataque terrorista dirigido aos peregrinos à mesquita sagrada de Meca.
As autoridades sauditas anunciaram o desmantelamento de várias células terroristas do Estado Islâmico.

Tempo

Multimédia