Premissas para o desenvolvimento


19 de Março, 2017

Fotografia: DR

Angola propôs, em Dakar, Senegal, a promoção de programas tendentes ao incentivo e melhoria das condições de vida das populações em África.

A posição foi manifestada pelo secretário de Estado da Educação, Narciso Benedito, no âmbito da trienal 2017 de Educação e Formação em África, realizada durante quatro dias na cidade senegalesa de Dakar.
Narciso Benedito apontou a promoção da boa governação para o êxito das reformas. “Se as reformas não estão a dar os resultados que esperamos, é chegado o momento de mudar de estratégia, de reformar para transformar”, afirmou, indicando que o procedimento seguinte deve consistir em reconstruir e não revitalizar os processos em curso para melhoria do sistema de educação em África.
Para o progresso e desenvolvimento que se pretende, alertou para a garantia da efectivação da cooperação sul-sul, mediante o reforço das temáticas prioritárias dos sistemas educativos em curso.
O estabelecimento de um sistema educativo flexível e completo que agilize o desenvolvimento das sociedades deve ser a prioridade, apontou Narciso Benedito, reforçando que os governos devem estabelecer metas e priorizar o financiamento da educação nos seus programas. A formação dos formadores (professores) também deve ser reforçada, como forma de acompanhamento do sistema evolutivo que se pretende. “As reformas em curso devem ser acompanhadas do reforço da formação e capacitação dos professores para melhor potenciá-los”, realçou.
O secretário de Estado fez referência aos vários aspectos abordados durante a trienal, afirmando que estão identificados os proble       mas de que enferma o sector em África, pelo que a sua resolução passa pela qualidade e competência dos professores. Narciso Benedito integrou a delegação angolana que participou na trienal sobre Educação e Formação em África, que foi encabeçada pelo ministro da Educação, Mpinda Simão, e contou ainda com o embaixador de Angola na Guiné-Bissau, Gâmbia e Senegal, Daniel Rosa, quadros seniores do Ministério da Educação e diplomatas angolanos. Co-organizado pelo Governo do Senegal, a União Africana e a Associação de Desenvolvimento da Educação, esta edição da trienal teve como tema central “Revitalizar a Educação com vista ao alcance da agenda continental 2063 e da agenda global 2030”.
O evento juntou decisores e fazedores de políticas de educação e formação, e parceiros de cooperação para o desenvolvimento.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA