Mundo

Presidente da Estónia encontra-se com Putin

A Presidente da Estónia, Kersti Kaljulaid, encontrou-se, ontem, com o seu homólogo Vladimir Putin em Moscovo, durante uma rara visita de um dirigente báltico à Rússia, que tem relações difíceis com a Estónia e os vizinhos Letónia e Lituânia.

Fotografia: Dr

“Estamos contentes por vos ver”, disse o Presidente russo no início do encontro, adiantando que “a ausência de contactos entre responsáveis de organismos oficiais de países vizinhos é uma situação anormal.”
“Temos objectivamente interesses comuns ligados ao Mar Báltico, em relação ao qual existem questões ecológicas, de segurança ou de transporte”, adiantou.
Kersti Kaljulaid declarou, por seu turno, que “os vizinhos devem falar, mesmo quando têm discordâncias.”
“É tempo de renovar o programa de cooperação entre a União Europeia e a Rússia”, adiantou, considerando que “este é o momento apropriado” para este encontro.
A Presidente da Estónia deslocou-se a Moscovo para a inauguração da Embaixada do país na Rússia, que reabriu após a realização de obras.
Trata-se da primeira visita a Moscovo de um dirigente báltico desde a anexação da península ucraniana da Crimeia pela Rússia em 2014, fortemente criticada pelos três países bálticos que dizem temer que a Rússia lhes reserve o mesmo destino.
As relações entre Moscovo e os países bálticos - onde vive, nomeadamente na Letónia e na Estónia, uma significativa minoria russa - são delicadas, desde que estes países recuperaram a independência após mais de 40 anos de ocupação soviética no início dos anos 90 e não melhoraram com a adesão à União Europeia e à OTAN em 2004.

Tempo

Multimédia