Mundo

Primeiro-Ministro da Etiópia tenta mediar o conflito no vizinho sudão

O Primeiro-Ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, está desde ontem em Cartum para tentar mediar a crise política que opõe os civis aos militares, e que culminou, segunda-feira, com a repressão da manifestação pelo Exército, revelou a Agência France Press.

Primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed
Fotografia: DR

Os manifestantes exigem o afastamento dos militares que detêm o poder desde o derrube do Presidente Omar el-Bachir, a 11 de Abril, e exigem que o país seja governado por civis. Ahmed que chegou ontem a Cartum deve encontrar-se com dirigentes do Conselho Militar de Transição e com responsáveis civis. “Nós recebemos um convite da Embaixada da Etiópia para uma reunião com o Primeiro-Ministro e tencionamos estar presentes”, disse, à France Press, Omar al-Digeir, um dos líderes da contestação.
Os actos de repressão contra os manifestantes, na segunda-feira, em Cartum, foram condenados internacionalmente.

 

Tempo

Multimédia