Mundo

Proibidas manifestações em São Tomé e Príncipe

A Polícia Nacional de São Tomé e Príncipe proibiu qualquer manifestação e concentração no país, desde ontem e até 72 horas após o anúncio dos resultados definitivos das eleições de domingo passado pelo Tribunal Constitucional.

Fotografia: DR

“Ficam, a partir desta data e nas 72 horas seguintes ao pronunciamento do Tribunal Constitucional dos resultados finais das eleições legislativas, autárquicas e regional, proibidas todas e quaisquer manifestações e concentrações nos locais públicos ou abertos ao público em todo o território nacional”, lê-se num comunicado. A nota refere ainda que os que desobedecerem serão “identificados e responsabilizados”, bem como “todos aqueles que forem considerados como os organizadores e instigadores das referidas manifestações e concentrações”. A Polícia  apela à “calma e tranquilidade de todos os cidadãos” e pede que se evite “a prática ou incitação à violência, pondo em causa a segurança nacional”.

Tempo

Multimédia