Mundo

Protestos de rua contra o racismo em Portugal

Algumas das principais cidades portuguesas, com destaque para o Porto e Lisboa, foram ontem palco da realização de manifestações de protesto contra os recentes sinais de racismo que se têm verificado no país.

Fotografia: DR

Apesar da pandemia da Covid-19, centenas de pessoas juntaram-se para gritar palavras de ordem de condenação do racismo – e também do fascismo – que se continuam a fazer notar rem Portugal e que visam, basicamente, as comunidades africanas e ciganas residentes no país.

Organizados pelo Movimento Frente Unitária Antifascista, os protestos pretenderam, segundo os seus promotores, ser uma resposta às ameaças de grupos extremistas, em especial do partido Chega, do deputado André Ventura.

Recentemente, o Gover- no português anunciou estar atento aos sinais de racis-mo que têm sido “evidentes” na sociedade portuguesa e garantiu a segurança para todas as pessoas que se sintam “de alguma forma ameaçadas”.

Entre as pessoas ameaçadas pelos extremistas estão três deputadas de origem africana.

As manifestações de ontem decorreram sem qualquer tipo de incidente e foram marcadas pela presença de muitos jovens.

 

Tempo

Multimédia