Mundo

Rendimento das famílias sobe na zona euro e UE no 1.º trimestre

O rendimento real das famílias aumentou na zona euro e na União Europeia (UE) no primeiro trimestre de 2019, tendo o consumo subido nos países da moeda única e estabilizado nos 28, segundo o Eurostat.

O gabinete estatístico europeu, na zona euro diz que o consumo real das famílias aumentou 0,4 por cento, o mesmo ritmo do trimestre homólogo.
Fotografia: DR

O rendimento por habitante dos agregados familiares aumentou 0,6 por cento na zona euro nos primeiros três meses de 2019, uma aceleração depois de se ter mantido estável no período homólogo e avançado 0,4 por cento entre outubro e dezembro de 2018.

Na UE, o rendimento real dos agregados familiares 'per capita' manteve o mesmo ritmo de crescimento do trimestre anterior (0,3 por cento), mas acelerou face ao homólogo, quando se manteve estável.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, na zona euro, o consumo real das famílias aumentou 0,4 por cento, o mesmo ritmo do trimestre homólogo, mas acima dos 0,1por cento registados entre outubro e dezembro de 2018.

Na UE, o consumo real dos agregados familiares manteve-se estável nos primeiros três meses do ano, depois de ter subido 0,2 por cento quer no trimestre homólogo, quer no anterior. Estes dados são divulgados pelo Eurostat e pelo Banco Central Europeu.

Tempo

Multimédia