Mundo

Repressão provoca mais de 100 mortos

A batalha de repressão pelas forças governamentais para a tomada do porto de Hodeida, no Iémen, liderado pelos rebeldes, fez mais de 100 mortos no espaço de uma semana, afirmaram ontem fontes médicas e militares.

Violência devasta o Iémen
Fotografia: DR

As tropas fiéis ao Presidente do Iémen, Abd Rabbo Mansour Hadi, apoiado por uma coligação militar comandada pela Arábia Saudita, avançaram nos últimos dias cerca de duas dezenas de quilómetros para a cidade de Hodeida (Oeste) onde procuram rebeldes huthis, apoiados pelo Irão.
Hodeida, no Mar Vermelho, é o principal porto de entrada para importações e ajuda humanitária ao Iémen, um país pobre e devastado pela guerra desde 2015.
A coligação afirma que Hodeida também é um ponto de partida para ataques rebeldes contra navios e o lugar pelo qual se supõe que o Irão entregue armas aos huthis, o que Teerão nega.

Tempo

Multimédia