Mundo

República Centro-Africana regista primeira morte associada à Covid-19

A República Centro-Africana (RCA) registou hoje a primeira morte atribuída ao novo coronavírus, adiantou o Ministério da Saúde daquele país, através de um comunicado.

Fotografia: DR

Segundo o documento, atualmente, o país regista 552 casos positivos e 18 curados e já foram rastreadas quase 12.000 pessoas. "A República Centro-Africana está num ponto de viragem da pandemia de Covid-19, caracterizada por um rápido aumento no número de casos importados e autónomos", alertaram as autoridades na segunda-feira.

O país, classificado entre os mais pobres do mundo e devastado por uma guerra civil desde 2013, está particularmente mal equipado para lidar com a pandemia de coronavírus. Na ausência de infra-estruturas hospitalares suficientes, a resposta à pandemia é focada principalmente na prevenção com o fecho de fronteiras terrestres e aéreas, encerramento de bares, discotecas, limitação de multidões, entre outras medidas.

Vários parceiros estrangeiros apoiaram o país na luta contra o coronavírus. No início de Maio, a União Europeia inaugurou uma ponte aérea humanitária entre França e Bangui, capital da RCA, para transportar equipamentos e pessoal para as Organizações Não Governamentais (ONG) das quais o país depende largamente.

 A China também entregou equipamentos de triagem, enquanto os Estados Unidos da América doaram três milhões de dólares, principalmente para obras de água e saneamento.

Tempo

Multimédia